PT ENG
< Voltar

Fauna

Os jardins são espaços previligiados em muitas dimensões, incluindo a sua fauna. Nos jardins dos Açores, é possível observar o morcego endémico, a lagartixa-da-Madeira e a rã-verde, além de várias espécies de aves. Entre os invertebrados destacam-se os artrópodes, já que nos Açores são conhecidas mais de 2300 espécies e possivelmente mais de 500 ocorrem nos jardins. Os artrópodes incluem insectos (o grupo mais diverso) mas também aracnídeos (aranhas, ácaros, opiliões, pseudoescorpiões e escorpiões), crustáceos, quilópodes (centopeias) e diplópodes (marias-café).

Além de embelezarem os jardins com as suas cores e sons, os animais exercem papeis muito importantes nestes ecossistemas, nomeadamente ao nível: da decomposição, com os insectos a consumir quantidades significativas de matéria orgânica, promovendo a reciclagem de nutrientes; predação, efectuada por centopeias, aranhas, pseudoescorpiões, opiliões, parte dos ácaros e vários grupos de insectos; herbivoria, importante para a manutenção de cadeias tróficas; e claro, a polinização, efectuada sobretudo por himenópteros (abelhas, vespas), dípteros e lepidópteros, que promovem a reprodução cruzada de árvores, arbustos e outras plantas.